Painel rígido de lã de vidro de alta densidade aglomerado por resinas sintéticas, revestidas em sua face externa por barreira de vapor FSK (Foril Scrim Kraft), e com duas opções para revestimento interno:

  • Climaver: revestido por véu de vidro,
  • Climaver Plus: revestido por kraft aluminizado liso.

Segmentos Atendidos

Utilizado em Sistema de Distribuição de Ar.

Características

Composição Painel rígido em lã de vidro de alta densidade
Revestimento Revestido na face externa por barreira de vapor, e na face interna por véu de vidro ou kraft aluminizado
Dimensões Placas de 1.200 mm x 2.700 mm
Densidade 93 Kg/m3
Espessura 25 mm
Placas x Caixa 05
M2 16,20

Especificações

  • Não é atacado por insetos ou roedores.
  • Não favorece a proliferação de fungos ou bactérias.
  • Ótimo aspecto visual.
  • Não apodrece.
  • Não afeta as superfícies com as quais esta em contato.

PROPRIEDADES FÍSICAS

Climaver e Climaver Plus
Permeabilidade ao vapor d'água 0,013g/m2dia mm Hg
Rigidez mecânica Climaver: Classe I
Climaver Plus: Classe III
Absorção do vapor d'agua 1% máximo
Alcalinidade 0,6% (máx.) de Na2O
Limites de Utilização (condições máximas)
  Climaver Climaver Plus
Pressão estática <= 50 mmca <= 80 mmca
Velocidade do ar <= 12 m/s <= 18 m/s
Temperatura do ar <= 100°C <= 125° C
Umidade relativa <= 90% a 50°C <= 90% a 50°C

PERFORMANCE TÉRMICA

Climaver apresenta altos índices de resistência térmica.

Temperatura de Utilização (ºC)
Referência Condutividade térmica (k) (W/m°C) Resistência térmica (Rt)(m² C/ W)
Climaver 0,036 0,69
Climaver Plus 0,036 0,69

PERFORMANCE ACÚSTICA

O Climaver reduz sensivelmente os índices de ruídos, devido a sua constituição (lã de vidro).

Freqüência (Hz) 125 250 500 1000 2000
Climaver 0,07 0,22 0,63 0,91 1,11
Climaver Plus 0,05 0,19 0,50 0,52 0,46

NORMAS

  • Resistência ao fogo: Classificação M1 (segundo Norma 23727).
  • Índice de propagação superficial da chama: Classificação A (segundo laudos 792870 e 884417 do IPT).

INSTALAÇÃO

A instalação do sistema de distribuição de ar Climaver, pode ser realizada diretamente na obra, com a utilização de um número reduzido de ferramentas especiais, grampeador, estilete, fitas adesivas etc. A fabricação dos elementos que compõem a rede de dutos se inicia com o traçado e o corte das peças. Posteriormente dobram-se e grampeiam-se as abas, para finalmente selar as peças com a fita adesiva, garantindo assim uma perfeita estanqueidade.

Fitas adesivas: As fitas adesivas que a Isover recomenda, tem as seguintes características:

  • Fabricada em puro alumínio de 50 micron de espessura, com adesivo à base de resina acrílica.
  • Homologada pela norma americana UL 181 A-P ou com garantia similar do fabricante da fita.
  • Largura mínima de 65 mm
  • Normas: Devem ser montados de acordo com as normas SMACNA, NAIMA ou UNE 100-105-84.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Perda de Carga

Para calcular a perda de carga do duto Climaver é necessário determinar o diâmetro hidráulico equivalente a uma seção dada mediante a fórmula especificada: d= 2(axb)/(a+b), sendo a e b os lados da seção.

O gráfico abaixo (é estabelecido para o ar a 20ºC e pressão atmosférica de 760mm HG) permite o cálculo da perda de carga e do diâmetro equivalente.

O exemplo marcado é para um duto com d=600mm e velocidade de 5m/s.

A vazão será igual a 1,34m3/s e a perda de carga será de 0,08 mm de C.A. Para o Climaver Plus, a rugosidade absoluta teórica (e=0,06) do alumínio é ligeiramente inferior à da chapa galvanizada. Experiências de laboratório comprovam que a perda da carga real é praticamente igual às teóricas determinadas pelo gráfico de Perdas de Carga para dutos metálicos da ASHRAE dentro do campo de 0 a 15 m/s.

Estanqueidade

Em função de sua estabilidade dimensional, ou seja, não contrai ou dilata sob efeito da temperatura e de sua forma de montagem, totalmente selado por fita adesiva, o Sistema de Distribuição de Ar Climaver possui uma estanqueidade superior aos sistemas convencionais, sendo que o nível de vazamento é inferior a Classe 6 definida pela SMACNA.

Qualidade do Ar Interior

A qualidade do ar interior é conseqüência de diversos fatores que o influenciam desde o projeto, até as instalações, o funcionamento, a manutenção etc. Especial importância adquire as taxas de renovação de ar exterior, assim como a eficiência e a correta manutenção do sistema de filtragem.

Ensaios realizados no Centro Técnico das Industrias Espaciais e Térmicas da França (CETIAT) demonstram em seu relatório Nº 910261/7 de julho de 1991 que comparativamente com as legislações dos países mais exigentes, os dutos Climaver não adicionam contaminantes no ar que por eles circulam ou nas zonas por eles condicionadas.

A detecção dos problemas que reduzem a qualidade do ar interior requer uma verificação de todos os elementos do sistema. Em casos de eventuais depósitos de sujidade em qualquer rede de dutos é necessária a utilização de um dos métodos de limpeza existentes (aspiração por contato, ar comprimido associado à sucção, ar comprimido associados à escovação e a sucção). Anteriormente era recomendada a realização de uma inspeção visual seguida de análises laboratoriais (exames microbiológicos) que vão determinar ainda a real necessidade desta limpeza. A análise microbiológica pode determinar ainda a necessidade de se completar a desinfecção do sistema através da nebulização de agentes microbicidas (fungicidas, bactericidas etc).

Caso exista a necessidade de qualquer intervenção neste sentido, recomendamos que sejam seguidas as instruções contidas no "manual de recomendações práticas para limpeza de rede de dutos" CLEANING FIBROUS GLASS INSULANTED AIR DUCT SYSTEMS publicado pela NAIMA, e contratados os serviços de uma empresa especializada.